whatsapp-image-2016-11-29-at-15-13-08

ASSEMBLEIA NO COMPLEXO SÃO JOÃO (SP) FOI UMA GRANDE VITÓRIA DOS BANCÁRIOS!

Por Assessoria do Mandato da Juliana Donato – CAREF – Banco do Brasil

 

A assembleia realizada no dia 29 de novembro, com centenas de trabalhadores, em frente ao Complexo São João na cidade de São Paulo, foi uma vitória importante dos funcionários do Banco do Brasil.

A diretoria do BB tem uma política permanente de nos dividir e tentar impor uma lógica individualista aos funcionários, ela quer nos fazer acreditar que os nossos problemas serão resolvidos com atitudes pessoais.

Às vezes, pensamos: “Se eu cumprir o ATB, a Sinergia e se eu fizer meu MBA, vou conseguir melhores comissões e outros benefícios”. Essa tem sido a ideologia que o banco tem divulgado para tentar evitar a unidade do funcionalismo.

No entanto, nós temos conseguido, em alguns momentos, avançar no combate a essas ideias e mostrar que a nossa força passa pela unidade dos trabalhadores. Em vários episódios, o funcionalismo enfrentou essa ideologia e venceu.

Foi assim na eleição da Juliana para o Conselho de Administração do BB, quando, contra a vontade do banco e da maioria do movimento sindical, o funcionalismo conseguiu eleger a Juliana. Na última greve, avançamos de forma significativa no combate a essa ideologia. Áreas do banco que há muito tempo não faziam greve, como a SUPER-ES e REROP-SP, participaram do movimento.

A reestruturação proposta pela direção do BB mostra como essa ideologia não tem nenhuma relação com a realidade. Gerentes gerais, analistas, assessores, assistentes, enfim, colegas que dedicaram a sua vida ao banco não sabem onde vão trabalhar no ano que vem e nem qual salário vão receber.

Porém, a assembleia do dia 29 de novembro, feita na rua, na frente do Complexo São João,  foi uma forte resposta contra a ideologia propagada pela diretoria do banco. Os bancários dos maiores prédios de São Paulo, que na sua grande maioria não foram afetados ainda pela reestruturação, decidiram paralisar, mesmo com a ameaça de desconto do dia parado.

Agora, não podemos parar por aqui, precisamos de uma rodada nacional de assembleias para mobilizar o conjunto dos bancários do BB.  A categoria, com a votação na assembleia, demonstrou que tem vontade de luta e tem condições para realizar essa tarefa.

A nossa política tem que ser derrotar a reestruturação do BB e não apenas minorar seus danos, através da extensão do “esmolão”, como defendeu a presidente do Sindicato de Bancários em sua fala na assembleia.

Parabéns aos colegas! Só a luta coletiva é capaz de garantir nossas vitórias.