caixa

Mais um suicídio na Caixa Econômica Federal!

Por Assessoria do Mandato da Juliana Donato – CAREF – Banco do Brasil

 

Na última quinta-feira, dia 05 de janeiro, um colega da GIFUG jogou-se do 10º andar do prédio central de Curitiba.

No dia 22 de dezembro, um bancário de Salvador, da mesma área do colega de Curitiba, disparou contra colegas, tentando acertar o chefe e, depois, suicidou-se. Duas colegas foram feridas pelos tiros, sendo que uma delas acabou não resistindo e faleceu.

Não achamos que esses tristes episódios são fatos isolados. O aumento da pressão cotidiana dos bancos sobre os funcionários aumenta o adoecimento mental dos bancários.

Por isso, nossa categoria é campeã nos afastamentos por doenças psíquicas e os bancos têm sofrido várias condenações por assédio moral coletivo.

Durante o PDV da década de 90, no Banco do Brasil, houve vários casos de suicídio de bancários. Dessa forma, é um dever dos sindicatos e do Ministério Público do Trabalho denunciar e investigar esses suicídios da CEF.